pesquise no blog

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Cerveja Pilsen

deus
eu estou bêbado
e o calor me consome
as regras me escondem de mim
e eu temo o instante da revelação

deus
eu aqui dentro
estou fora de mim
porque se volto até eu
porque se volto a ser mim
vou me desesperar

por isso fujo
e bêbado resvalo
tentando ser o correto que não sei
tentando praticar a educação que perdi

deus
só mesmo bêbado
para querer falar contigo
só mesmo assim para te acreditar

me desculpe, pois
não quer dizer descrença
(e não acredito mesmo)
não quer dizer nada
(é só o calor desta tarde sem sol)

quer dizer
o que era para ser dito
também se foi bebido e além descansa
sobre a fugacidade das importâncias

nada hoje é mais do que isso
do que esse instante no qual resvalo
a despeito de toda
e qualquer
exigência

Nenhum comentário:

Postar um comentário