pesquise no blog

sábado, 22 de janeiro de 2011

Justificado.

Ela o olha durante alguns segundos. Você é incapaz de aguentar um minuto sem uma novidade, não é mesmo? Ele nada diz. Ela o olha, ainda agora por mais tempo. Aproxima-se dele. Pega uma de suas mãos, ele cede, ele é fácil de ser seduzido, ele gosta dessa comunhão arbitrária, capaz de machucar e doer. Hein? Nas mãos entre os dois corre solto algo que eu não consigo escrever agora, mas é certo ser algo dotado de calor, de ligeira força, sim, talvez força, sim. Eu queria que você soubesse que eu gosto disso em você. Eu gosto depois de um tempo continua a dizer eu gosto porque te faz ser você e mais ela nem pensa eu sei que é isso que te torna alguém sempre tão presente, tão capaz de estar vivo e merecedor deste momento. Eles se olham já esquecidos das mãos dadas, eles se olham por um tempo mais - hoje não parece haver pressa entre os dois - e então, então, ele se ergue e diz para ela: É por essas e outras que para mim é difícil te abandonar. Nem bem por você, eu digo por mim, é por isso meu que você está dizendo que eu não sou tão facilmente capaz de enganar e de fazer se perder no tempo. Eu não ligo para o passado, você me entende? E se olham, ainda mais demoradamente. Eu te entendo. E então, o que faremos agora? Ela diz precisa senta, eu começo de novo. E se afasta, e rompe o selo das mãos, ele senta, ela puxa as cortinas entra no banheiro, não sem antes apagar as luzes do quarto. Ele espera. Ela no banheiro eu não sei ao certo o que pode estar fazendo. Ele sou eu, entendem? Só posso dizer que ele espera. E que quando ela voltar, tudo poderá ser de novo outro motivo que me faça ficar. Independente se bom, se lindo, se terrível ou de mau gosto. Independente de tudo eu sei, está explícito nas mãos dele sobre as pernas, saberemos esperar qualquer surpresa nova capaz de firmar este tempo. Capaz de firmar a vida e a presença de todo e qualquer momento. Sim. Ela vem vindo.

Um comentário:

Flávia Naves disse...

Di, imagens e palavras lindas....lembra que comentamos sobre isso: imagens e palavras. Está aí. Gosto muito. Muito.
"Só posso dizer que ele espera. E que quando ela voltar, tudo poderá ser de novo outro motivo que me faça ficar. Independente se bom, se lindo, se terrível ou de mau gosto. Independente de tudo eu sei, está explícito nas mãos dele sobre as pernas, saberemos esperar qualquer surpresa nova capaz de firmar este tempo. Capaz de firmar a vida e a presença de todo e qualquer momento. Sim. Ela vem vindo."

Postar um comentário