pesquise no blog

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Iniciar-se

Pressupõe um respiro só
pelo qual vai o corpo andando valente.
Não olharás para trás
não sorrirá adiante
Serás preciso e direto
a tempo de se ter no semblante
fibra futura e dilacerante
capaz de cortar a dúvida e fazer dela
instante,
apenas
que dor me dilacera a cada segundo que me lembro do que deveria ter sido e ainda não encontrou seu segundo
seu tempo - operante
que dor me consome
a cada estalo que olho e vejo dever ter sido
a cada tempo que não se conclui num início que não foi
num beijo não sido
numa coisa não acontecida e que por isso
dói em mim
o seu não início,
como começar?
é só isso que me digo
é contra isso que me lanço
neste mar
de meias medidas meio tomadas mas dentro
só dentro
nada fora de mim alça sua seta e vai
tudo murmura em mim e faz do meu corpo
consternação
incapacidade plena e reluzente
deste tempo
que não quer ir
mas sim
morrer um bocado
antes de cada coisa
como fosse prece
ao que virá somente para
- como costumam dizer -
bater la ficha.
Eu usava maiúsculas.
Falta-me sinceridade e diversão.
Peço desculpas.
Peço perdão.
Peço licença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário