pesquise no blog

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Know How

Eu havia dito:
acordarei erguido pelo desejo daquilo.
E assim foi E assim fui E agora assim eu sou,
alguém de pé na ânsia pelo que ainda não descobri,
mas que em mim cria pernas e move esta manhã.

Não, o banho dessa vez não virá:
quero o dia por olhos amenos
quero a pele sonolenta se permitindo
via atrito
neste mesmo mundo acreditar,
sentindo por partes, tudo devagar
quero ser estuprado com dignidade
nada em mim passará
sem que me doa
o que falo.

Vamos supor que seja assim esta manhã:
hei de acumular sentidos
eu hei de olhar para ontem
e não ver dia embaçado
e passado retinto;
Verei eu hoje
apenas distância
cortinada pelas horas
e desejada inda assim
pelo íntimo
tornado acúmulo
e não sonho de si próprio-
afastado.

Eu posso comigo;
Sei como poder.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário