pesquise no blog

sábado, 10 de novembro de 2012

estaco num instante

suprido os desejos
mais imediatos
resto agora
frente ao computador
ansiosamente
despreparado.

tarefa esta a qual me destino

vasculhar os verbos
e encontrar em meio
ao meio
um possível
um verbo
capaz
de dinamitar
e apaziguar
o íntimo

hoje - mais uma vez -
inibido.

um congelamento escorre lento o esôfago
a garganta não é mais garganta
o incômodo é sempre outro
sempre novo.

troco hoje
o cigarro
pelo vinho

enganando-me
de que não preciso
de nada disso

eu insisto

sofrendo dia após dia
minha incapacidade
a flor da pele.

eu fiquei triste muito rápido
e pior
soube disso
muito antes.

logo,
o que me resta
hoje
é sofrer ao vivo
a dor que ainda nem sequer veio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário