pesquise no blog

terça-feira, 13 de novembro de 2012

é tarde para desistir


Especular outro caminho possível
Sim, sei amar possibilidades
Mas me dói toda vez que o jogo é sobre o meu destino
Não queria ter outro destino que não esse
E se me olho
Um instante
Sei que vou morrer
Neste caminho pernicioso no qual me lancei sem rede
Nem freio.
Um amor, talvez
Talvez um amor pudesse me frear
Me fizesse ficar
E me fizesse aprender qualquer coisa que não fosse apenas
Este esquecimento.
O jogo segue
A pista se move
Meus olhos pesam
Eu queria ter dado certo
Mas sempre é tarde para desistir
Sempre é cedo demais para morrer
Gangorro-me
De mim quem sabe
Até você ai
Ter dado certo não é bem isso que se vê por ai
Ter dado certo
É simples
A ponto de se perder a medida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário