pesquise no blog

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

antes

eu me erguia tranquilo
e trocava a música que me incomodava.

antes eu enchia a taça
sempre de novo
para impedir que a embriaguez
me fizesse sala.

antes eu me erguia tranquilo
sempre tranquilo
e os joelhos sequer falavam coisa
sequer estalavam

eram fluidos
eram livres
eram lindos

mas passa

passa
mais e mais
a casca engrossa
e a coisa
engasga

hoje
me ergo tranquilo
com consciência abalada

produzo mais que tenho
devo mais que deveria
caso meus joelhos
tivessem
o jogo

que minhas palavras
teimam
em deter.

libertem-me.

eu as peço.

mas formo com isso
frase de estranho efeito:

eu sem elas sou silêncio
elas sem mim
são pobre enredo.

deixa

por hoje

talvez

nada
de novo
e
mais
uma
vez
FEITO.

hoje talvez
NADA FEITO,

Nenhum comentário:

Postar um comentário