pesquise no blog

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

edição

perdi
a medida

avassalei
sentidos
e rompi
a parede
dura
das esquinas.

restei
agora
como estou:

munido a verbos
embalado
por certos
insucessos.

eu hoje
sou impossível
e por isso
apenas
por isso

posso te cortar

verter seu fluxo

e refazer
meus sonhos.

todos sem ti.
todos sem ti.
todos sem ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário