pesquise no blog

segunda-feira, 13 de abril de 2015

sem você, eu não conseguiria

e você é tantas
são você tantas
cada um numa rima
cada você numa outra
em temperaturas distintas
tempos imemoráveis
doces e bruscas batidas
seu matiz:

incapaz de saber por pensamento

vibra
o meu corpo
por ti envolvido
vibra a escuridão
abrindo clarões
não vistos
halos luminosos
no escuro que dentro de mim
você se abriga

obrigado, esta música
obrigado pelas suas irmãs
mães e tias

hoje me sinto capaz de dormir
posto seja ao seu lado
posto seja eu por ti
rodeado


Nenhum comentário:

Postar um comentário