pesquise no blog

segunda-feira, 25 de junho de 2012

só mais um número no final das contas

as rimas
os volteios
tudo armado
para ser número
logaritmo
tudo armado
ao número
preso

toda a querela
aqui resta
no íntimo
expressa
em dízimas periódicas
flamejantes
à eternidade nula

só se soma
mais e mais
a cada ponto
e mesmo a cada
linha
só se numera
mais e mais
o arrepio perdido

eu não sou poeta
eu sou tísico
eu sou físico dos fracos
frígido
e inda assim
sou crente nisso
sou crente nisso
--

Nenhum comentário:

Postar um comentário