pesquise no blog

sábado, 21 de março de 2009

Seminal

O caminho é feito de regras

Sei o que cada passo pode significar.


Os sentidos não antes apreendidos

Dançam no seu vôo

Reivindicam o meu olhar.


Paz. Contemplo,

Sigo firme é o meu intento

Isso eu intento

Eu me invento

E a cada estação sou um novo eu

Outro


Não temer a estrada

Temer o temor

Ser genuíno

Nisso também com o amor.


Nada pode ser mais preciso agora do que a exposição,

Deixa o corpo ser corpo aberto

Deixa a sorte ser o próprio acaso

E construa assim um castelo

Da decisão,


Tudo parte e revolve eternamente

Na pele, partem e revolvem o antigamente

E o peso deste segundo

E deste outro mais

E assim eu sigo porque esse é o meu intento

Transformo em desejo aquilo que me apraz.


O que você captura?


Eu capturo a dor. E desvelo partindo-a depressa o sentido.


Nada pode ser mais assim tão reprimido,

Tudo neste agora mesmo é honesto

É radical

É genuíno.

Seminal.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário