pesquise no blog

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Meo

Pleno
redundo
operante.

Tenso
anseio
querendo:
vela
vinho
banho
morno
banho
manhã
e abraço
longo
livre
e louco.

Sim, obviamente
por que não?
Nasceu em mim
esse adiante
e é tudo culpa sua.

Que seja!
façamos assim:

eu faço a janta
nós dois fazemos de nós
a sobremesa.

No chão
resvalo hoje
importante.

Me orgulho
de tanta demora
ter enfim
me desembocado
em ti.

Como posso não sorrir?

Se o que eu quero
está ai, sobre as suas pernas
sob seus cabelos
centro-boca-peito
Se o que eu quero
é exatamente isto
assim
com seu nome
seu perfume secreto
seu mistério
meu
desejo.

Hoje eu durmo
intranquilo e passageiro
Em queda livre
eu quedo em ti
primeiro
e depois
a mim eu volto
renovado
ativado
intrépido
e traiçoeiro,

para inventar
novas façanhas
destinadas ao nosso
meio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário