pesquise no blog

quinta-feira, 25 de março de 2010

onde ondamos

hoje o tempo não existiu.
pois não estive com você.

ainda estou parado.
quem sabe amanhã
ou amanhã seria ontem?
quem sabe
os segundos voltem a trotar
e as horas deste dia morto
corram todas apressadas
para dentro de um beijo

marcar,

o peito
o jeito
o meio

pelo qual
nós dois
nos fazemos existir
ser areia estar nu e nadar…

Nenhum comentário:

Postar um comentário