pesquise no blog

sábado, 15 de agosto de 2015

Anacronizo

Disse o fato
Que logo mais um só fato
Virou.

Nada dura.

Tudo sobra.

O antes que antes foi passado
Hoje rememora e vira presente.

Surpreso, o tempo me olha:
decida-se! Ele me grita:
foi amor ou não foi nada?

Há meio termo?

Penso em diálogo com meu desassossego.

E me acho graça.

Cada hora digo uma coisa
E talvez seja sensato não dizer
Mais nada.

Durmo passavelmente bem.

Sonho pouco pois nada tão grave assim
Desejo.

Vou descer do táxi
E comer um brigadeiro.

Chega de teatro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário