pesquise no blog

domingo, 4 de janeiro de 2015

Limão

Invisível gota
Azedume indiscreto
Prazer único, dito incomparável
Mesmo assim
Quando ao sol
Tudo vira noite
e escurece

Pelo corpo
gotas e mais gotas
feito fossem nódoas escuras
anunciando um crime passado
mas não esquecido

Lavam-se as mãos
os olhos fogem da luz
Se possível, a vida se esconderia
para sobreviver sem mancha
de sua existência

Mas falta açúcar
sobra sal e cerveja
E o gelo
o gelo é feito
enfia como esses
Dentro da máquina-freezer
O coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário