pesquise no blog

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

ainda alguma coisa há por saber

aparar as unhas
e depois lixá-las

pôr a mão na terra
e umidificá-la

saber o que cumprir
e fazê-lo até o fim

dançar sem pretensão
alguma exceto dançar

ter o prazer de limpar
e os pormenores organizar

sentir fome e preencher
o corpo com sabores outros

lembrar que o corpo deseja
e dar a ele o que ele desejar

ficar no escuro a ver silêncio
sem nada a perguntar

dançar, como nunca antes,
hoje, dançar

fazer um pequeno vídeo
íntimo e intempestivo

reconhecer-se em meio ao vendaval
do mundo e gostar de ser isso

recomeçar o projeto de outro mundo
que pelas suas mãos já é vivo e pulsa

dançar
ainda agora
é a minha mais forte ação
e minha mais tenaz
esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário