pesquise no blog

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

would u. no, u would not. you've already could not.

eu vim no taxi pensando nisso
trocando as músicas do mp3 que não sublinhassem isso
que agora eu ainda sinto.
mas subi as escadas
abri a porta
dentro um choro se fazendo
e eu nada.
tirei os sapatos
a meia preta deixo o pé preto como a noite
abri as janelas
tirei o short
depois mordi o mp3 player que do bolso saltava
e segurando-o entre os dentes
feito você
eu tirei a camisa
e fiquei só
janela aberta
peito arrasado

banheiro
sentei-me ao vaso
dentro de mim um pranto se formando
eu destemido me permitindo ser rachado
ao meio
ali sentado
sem fezes
nem urina
sem vontade
nem manhã
é ainda noite
e eu aqui dentro
querendo dançar essa desgraça,
me ergo
dou descarga
olho-me no espelho
e sem tirar os olhos de mim
- me vigio -
espalho o líquido sabonete entre as mãos
e faço correr pela pia rio cheio de desespero

do banheiro a sala
me orgulho um segundo por ir dormir mais cedo
e nada
penso em você
e só de pensar eu já o tenho
aqui expresso
nessas linhas
nesses todos verbos
tudo incapaz de te deter
mas inda sim
tudo possível
porque não cessa
não acaba nunca essa minha ilusão de poder vir até aqui e sofrer
e sofrer
até gastar todo o dialeto
e calar silêncio.

quero dançar
agora
quero chorar
e não consigo.
está cada vez mais difícil
mas sei
apagarei a luz e vou dançar
essa música que agora começa
e já vai explodir

sim
ainda estou dançando
saí daqui
fui até a sala
apaguei a luz no exato instante
que ela aqui começou a cantar
would u let me love u?

e já no escuro
me senti quente e disponível
livre de vergonha
e ainda assim
contiunuo agora
trepidando os dedos como fossem meus poés sobre o chão

baby
let me lover u long time
eu não quero saber
sei de cor esse teclado
essa letra essa tentantiva

não importa
,mimnha poesia transpira aora livre de mim
livre de ti
eu ártp s´[o
e agorta temnto manter a precisão que não ytenho
nem domino
estou só e partido
mas danço, inda assim, eu danço

oim
eu querias
deix
estou tentando te sentir
aqui
comigo
meus olhos estão fechados e cacreditem
estou sem ver letra
estou só indo dentro
buscar meu peito arrasado
para deitar a mão sobre ele e abraça-lo
sem esforço
cabe o peito numa mão
cabe meu peito hoje mexido dentro de minha palma
cabe ele nessa canção

eu continuo
contunuo ewscutro
não importa
se vc não vai entender
eu tb não me importo



desisto

Nenhum comentário:

Postar um comentário