pesquise no blog

segunda-feira, 1 de junho de 2009

expositor

repare na parede pichada de sem sentidos. nos coágulos azuis os quais despencam até saciar o percurso. reparem no tumulto de livros atrás de folhas de pertences que já não dizem nada. a mesma calça. o mesmo tom - preto - sobre tom - preto -. o posicionamento em "L" dos braços indica algo mais agudo, não há 90º possível para essa existência. a pele da face escoriada lembra você não é foto nem sequer pode ser aparência por isso esquente. e ele esquenta. a mochila junto não é adereço é antes impaciência. vai correr o mundo vai? ou esse dedo sobre os dentes é dúvida? ou é fome? ou é pose? é posse? viaja, menino, viaja.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário