pesquise no blog

quarta-feira, 13 de maio de 2009

fato pedra

deixe a perna acordar primeiro
o sol nela deitando
sobreerguendo
os pêlos,

deixe, primeiro
a perna amanhecer tranquila
meio de lado
meio imprecisa
deixe o corpo ir dizendo
isso que em você
ainda é
silêncio

deixe o corpo ir nascendo de lado
meio impreciso
meio revoltado
corpo amanhece todo moído
corpo é memória
memória boa é vaso
é arca cheia
de indecisões

deixe, primeiro
o sol na pele
e o vento nos cabelos

deixe-os, soltos passageiros
sem a pretensão de vitória
seus cabelos são salto
são vôo
o corpo é em ti
sua própria hóstia

deixe,
primeiro

o amanhecer com plena incongruência

e veja, ao ver o sol cruzando os pêlos
das quatro pernas

um matagal germinar ligeiro
em primeiro,
sempre em primeiro
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário