pesquise no blog

sábado, 16 de maio de 2015

Diferença

Mora em meu sorriso
Certo espanto doce
Algum sobreaviso
Que no entanto
Me ergue a cada dia
E me põe a mirar seu corpo

Sempre tão distinto
Do de ontem.

Alguma leveza
Me povoa inteiro
Sempre que desligo
O despertador
E então - é manhã
Te percebo

Sempre tão menino
Apesar da mesma idade.

Comum acordo
Onde sua escrita
Não quer matar a minha
Onde minha roupa
Não desbota a sua
E enfim

É manhã
E nos vemos despidos
Para enfim alçar
Despedida.

Você vai.
Eu também.
Você andando.
Eu em táxi veloz

É que mesmo em tempos distintos
Sabemos em nosso mútuo
E silêncio acordar

A diferença
Para os que a sabem
É a coisa mais linda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário