pesquise no blog

terça-feira, 5 de maio de 2015

Cidade em Obra

Passei por uma esquina
e foi como se no tropeçar
Eu descobrisse uma revelação:

a cidade é obra, porra.

É um texto
Uma narrativa confusa, talvez
Mas é obra
PODE SER MUDADA.

Se as ruas são frases
Se os prédios são poemas
Se os rios são hífens
Ora
Eu sou uma caneta
Caneta Bic
Azul preta verde e vermelha

Eu vou rasurar essa porra toda.

E farei da cidade
Novo poema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário