pesquise no blog

sexta-feira, 1 de abril de 2011

8898

você aqui que não é número
você aqui que lê o verbo e contempla ai
preso no seu segundo
como pode ser alguém que venha aqui disposto
a te fazer sorrir?

este sou eu aqui, que não sou número
este sou eu aqui a procura do teu íntimo
fazendo versos e costurando ousadias
tudo tentado para te trazer de volta a si
tudo para te causar de novo azia.

sim, não somos números, mas
a sua constância é feito tempo contado
a sua presença é silêncio que afaga
e que enfim faz viver um dia.

sim, eu sei, não somos números
mas eu posso contabilizar seus dentes
seus sustos e sobressaltos
eu posso listar preciso o tamanho do amor que sinto por ti
quando tu passas por mim e me deixa nada mais que um lapso seu
perdido no ar
feito atmosfera
feito clima.

eu não sou número
tu não és número
mas é nessa matemática
do não-ser
que fazemos acontecer a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário