pesquise no blog

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

POAZIA

Foi só porque me desprendi.
Foi porque deixei tudo como está.
Foi porque não quis conservar o que já tinha.
Foi porque amanheci com fome.
Foi porque gozei em excesso.
Foi porque dormi demais.
Foi porque cruzei a linha.
Foi porque senti faltar ar.
Foi porque encenei um suicídio.
Foi porque amanheci despido ao seu lado.
Foi porque não bastou.
Foi porque a coluna dói.
Foi porque um grito.
Foi porque me dissipo.
Foi porque desautorizo.
Foi porque tudo é isso.
Foi porque quis sumiço.
Foi porque não sei.
Foi porque queria não saber.
Foi porque Falo.
Foi porque eu li.
Foi porque um filho que nunca tive.
Foi porque tem que ser.
Foi porque não.
Foi porque estava aberta a passagem.
Foi porque me atrasei.
Foi porque joguei a toalha.
Foi porque a caneta secou.
Foi porque o papel em branco se molhou e virou rocha.
Foi porque eu te conheci antes de me conhecer.
Foi porque um porquê.
Foi só porque foi,


e por tudo isso e muito mais ou menos,
continuo eu indo e ela sendo
presos juntos nesse interminável ato de buscá-la,
ela ah!
ela oh!
ela eu,

Nenhum comentário:

Postar um comentário