pesquise no blog

domingo, 24 de outubro de 2010

ESC

Durante quanto tempo eu deverei ficar calado para aprender a me dizer?
Sério. Eu me perdi de mim nessa profusão de versos que não dizem nada além de dizer.
Penso, sincero, será que me destilo ao mundo a cada verso meu lido
Será que sobrevivo mudo em você que me lê impreciso.
Não tenho pretensão de totalidade
Escrevo justamente pela falta da eternidade
Escrevo porque sei o que possa ser transitoriedade
Escrevo porque há sempre esse vagão após todo e qualquer por quê
Eu hoje aqui escrevo para tentar dizer
De forma que me agrade
Isso tudo que eu nem sei o que é
Mas que sobrevive em mim
Feito um por quê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário