pesquise no blog

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Ação do Relógio, Ação do Óculos

Pensei se não seria cinismo
Jogo barato forjando sentido
Onde não haveria.

Depois percebi que independe
Justificar, porque tudo sobrevive
Feito ação.

A prancha deste mundo
Só se pode rabiscar.

Então fui, então vou, sigo indo.

Deve haver alguma coisa em ter me tornado cego, mas todo óculos desejante.
Tem um ciborgue que me opera.
É agora essa fisiologia do relógio
Preso ao pulso
Pulsando o esquerdo punho.

Do que estou brincando?

Brinco de me ocupar daquilo
Que nunca me ocupei.
Para quê?
Para não esquecer
Ou
Para sim, porque sim
Porque meu corpo é vasto
E sobre ele podem vir a se deitar
Os outros traços
Os outros
Outros

Senso.
Diz, senso:
Dissenso.
Digo eu:
Dissensão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário