pesquise no blog

sábado, 14 de maio de 2016

01 talvez

eu pensava
que havendo amor
haveria poesia.

um dia
quando morreu
o primeiro fato
foi ver nascer
as rimas.

de novo
eu me surpreendo.

achava que o golpe
que a guerra
que sobre tudo isso
seria possível escrever,

mas não
só agora
não antes
só agora
quando é meu corpo doendo

que o verso se afirma.

não antes
nem amanhã
só agora
se escreve
como se escrever
fosse dínamo
ao respirar.

eu preciso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário