pesquise no blog

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Corda

Acordo muito cedo
porque estou passando mal
Acordo cedo e junto aos meus pés
as cordas ainda dormem.

Penso se deveria aproveitar seu sono
para me impor, por meio delas, um
sono eterno.

Nem me pergunto.
Penso em afirmação.

A corda se mexe.
Ela me diz não.

Deito-me novamente
e, delicadamente, ela cose
alguma confusão entre minhas
sonolentas pernas.

Eu durmo novamente
e acordo retinto:

é pois que sei
que esse negócio de dormir lindo
e acordar organizado
é coisa mais de revista
do que da vida, meu caro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário