pesquise no blog

domingo, 25 de janeiro de 2009

Invasão

a tarde me invade
e eu já não sei o que fazer
podendo em mim ser tanta coisa
ser tanta coisa
inclusive
incompreender.

invade, tarde
e salte das possibilidades
recriando num canto
qualquer
da casa
uma outra coisa que não seja
esta outra
a coisa
calor nem umidade.

chega de suor
de suar
de ser eu meu próprio ar

ou então

não chega não
fique tudo assim como está

quente

úmido
ardente
vontade atolada
espera reticente

estou doente?

devo mesmo estar.

resta então, corpo
quieto

no seu canto
sem amor
nem amar
resta corpo quieto
para não correr o risco
seguro
de se acabar.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário