pesquise no blog

terça-feira, 8 de março de 2011

Cry for you

Por tudo o que você não disse
Pelo segredo velado em seus olhos
sem força ou coragem sua
para vir à tona.
Por aquilo que preferiste calar
pela sua falta de tato no cumprimento
no leve lidar da vida
que prevê apenas
toques sinceros,
Não era nada demais
era apenas saber encerrar
saber pedir licença
saber resolver enfim esta pendência
que permanece vaga dentro de mim
e velada em seu sorriso
falso
envergonhado
sorriso auto-comiserado
auto-comiserável
em seu sorriso aliviado
por ser só você e eu
a saber
desse seu fato
indescritível
dessa sua covardia
sem precedentes.
Sua vida não é romance.
Você é tão trivial quanto aparente.
Ou achas normal ter que fugir do seu redor para se ser?

Eu hoje choro por mim.
Mas minhas lágrimas todas secam ágeis
quando percebem a sinceridade
de ser tudo isto por sua causa.
De ser todo este choro por você.

2 comentários:

Samuel Giacomelli disse...

Bonito demais isso, querido!!!

TUA FILHA GOSTA! disse...

sabes que eu chorei também?
mas não depende de mim.
e no que depender,
sempre estarei a exaltar
vibrar
sonhar
alguns dizem que depende da porra
do cosmos,
que vive atrasado. !
acompanhemos¬¬

Postar um comentário