pesquise no blog

domingo, 2 de maio de 2010

O PARTIDO DE UM ARTISTA

Arte inata! E no entanto, o desalento,
Em ter que ver-te ao mundo ser jogada
sem chance de crescer pequena protegida
dentro de sua cova-originária.

Inata querendo voar, afeto incontido
jorrando desespero no flerte, desvelando
- novagar - oprimidos esquinas e doentes
outras línguas as quais não sei sugar.

Pois que se vá, levando daqui você partida
deixando comigo ruína alguma
sua rima, só sua
sem nada frisar.

Que eu me guio pela sua falta.

Guio-me na tentativa pela pólvora confundida
em estrada, revivida na pele olhos nus sabor
atiro o próprio corpo à definição – tardia -
do que possa ser este câncer
do que poderia ter sido este

que não foi.

______
FONTE: O MARTÍRIO DO ARTISTA, de Augusto dos Anjos.

Um comentário:

Caio Riscado disse...

eu amei o novo formato do blog.
me agrada.
=*

Postar um comentário