pesquise no blog

sexta-feira, 28 de maio de 2010

para amanhecer ao seu lado.

eu atraso o dia para amanhecer ao seu lado.
eu invento as desculpas mais terríveis para ficar.
aqui, ante a ti, espaço cheio ante o espaço não colapsado,
eu fico
tu ficas
e juntos
restamos resistindo a um mundo que só mesmo nós dois podemos recriar.

e se eu venho querendo amenizar a curva
vem você então e me revela há corte.
e se eu tento parecer contido
você me brinca com a possibilidade do eterno
você me mostrar o errado
você me deixa ser quem eu quero.

sem condenação.

hoje eu acordei sentindo sua falta.
falta suprema. de apertar o peito.
olhei este relógio que de novo agora voltei a olhar
e ele continua a se mover, mas em suspensão

porque estando nossas mãos juntas
as minhas e as suas, enfim
nem o tempo que segue é capaz de nos distrair
pois seguimos forte
seguimos juntos

você é o meu amor possível
minha delicadeza latente
meu senso de humanidade
você é meu único vício assumido
minha única noção de verdade

por isso eu amanheço hoje mais seguro
pois junto a ti, poesia
eu não tenho medo da felicidade
nem medo do medo
nem da falsidade

junta a ti, tudo não passa de enleio
de um jogo

tudo não passa de possibilidades,
simples assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário