pesquise no blog

segunda-feira, 30 de março de 2015

Sem Nada

O tempo
ainda é quem menos conheço
e quem mais me dá alento.

Por ele
dançam todas as músicas
que acalmam meu peito.

Por meio dele
este cigarro me dá um prazer
sem comedimento.

Em casa
nu e encontrado
eu e o tempo trançamos pernas
e firmamos pacto.

Quando eu cansar
ele me cerra a garganta
e me impulsiona ao ainda
não acontecido.

Que bom
é ter um amigo capaz
de pôr fim ao meu desassossego
contínuo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário