pesquise no blog

domingo, 15 de março de 2015

cruzamento

um dia os números cessam de contar
as coisas de casa, todas elas
param de funcionar
o corpo bambeia e te pergunta
(sem nem bem perguntar)

para onde tu vais?

e você responde
(sem fazer força no acreditar)
vou-me por aqui
e por ali
por cá e lá
também
enfim

corpo ponto do caminho
porto cruzamento destino indo e já ido

tudo certo
do jeito que deveria estar

num dia
a manhã dura a tarde inteira
a noite se esconde na escuridão
e o sol te faz sala para estar

em duração grandiosa
épica não bélica
não feita de inflamação
não cosida à revelação

num dia
o dia te tira do aprisco
e se deita sobre ti

e tu
assim sob o dia permanece

feito ponto luz
porto que seduz o corpo ao lodo
corpo sábio corpo tolo
no contínuo germinar
de caminhos ainda
por vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário