pesquise no blog

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

brusco

o estalo
o tempo
imediato
no qual
você decide
ser beleza

súbito
invade
o segundo
e tinge nele
desespero
tinge também
leveza

inconstante
capaz de ser
quente
o futuro
e voraz
este instante

móvel árido
escorregadio
tenaz você vai
meio cego de si
meio cego
e operante

desejas:
mudar
partir
virar
ceder

mas conserva
preso neste olhar
uma impaciência
que o consome
que o consome
que o consome

e aqui está você
outra vez
entre cafés
e cigarros
entre cafés
e cigarros

Um comentário:

TUA FILHA GOSTA! disse...

entre cafés
e cigarros
entre cafés
e cigarros

e poemas e pilhas de papéis na minha mesa de trabalho da produtora;

Postar um comentário