pesquise no blog

terça-feira, 29 de novembro de 2011

sem título_05

dentro

ronco constante

desfazendo o medo

e aproximando

a morte

sim
começa dentro

e depois invade

arrasando sonhos

destinos e futuros mal laçados

vai fazendo dobra

e interminando os passos

sim
começa dentro

mas poderia ser o contrário

olhe, eu peço, dure o olhar

não há nada exceto o fora

nada exceto onde

você pode me encontrar

sim
começa dentro
mas sempre
quer dizer
jorrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário