pesquise no blog

sábado, 11 de outubro de 2008

Poema em pé

Estalo o pé direito
a música diz
sabotei o interruptor

as roupas no varal
e eu construindo um novo amor

Sábado
cigarro sujando o corredor
o quarto semi-arrumado
o peito semi-lavado

preciso pôr o cobertor
no sol
preciso de um varal que sustente
toda a sujeira que se esvái
pela água
que ainda é capaz
de limpar-me
todo.

Hoje dançei como nunca
cantei como sempre
mas não fiquei assim
impaciente

estou calmo
manso
pensativo
e mais crente

Nesta semana
mais um ano de morte
e vida
porque as duas se confudem
e não passam de amigos
que se amam tanto
pois por isso
são extremos
conceitos distintos
um é o começo
e o outro o princípio

!

Nenhum comentário:

Postar um comentário