pesquise no blog

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Cruzado

Ei, você
Eu estava aqui sentado
Você nem sabia
Apareceu de súbito
Mirando-me congelado.

Cruzei o olhar
Pela avenida você passava
Você me viu
E eu nem sei
Quem primeiro deu a cartada.

E passou tudo
Nesses segundo tudo
Passou. O tempo, outros carros
Menos eu e você.

Nós ficamos.
Entretidos na surpresa
Descoberta pelos olhos.

E então seu carro seguiu
E eu vim escrever sobre isso
Que não cessa de acontecer em mim

Encontro
Fortuito
Simples
Assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário