pesquise no blog

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

quando não

quando não
excedo a consciência
o corpo dói
e ao invés de dor
eu sinto música

inteira

me tomando de mim.

quando não excedo
preocupações
o câncer
vira apenas
mar morto

meu corpo
reina operante
sobre o próprio
abandono.

tudo bem
quase nunca
eu não
me excedo
mas tudo certo
eu continuo
preso
num segundo
no qual
certa vez
me vi
passageiro.
 
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário