pesquise no blog

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Linha

Oscilo
feito gato
Espreitando
o jogo
Ou perigo.

Amanheço,
firme na dureza
e calmo no silêncio
contido
Em minha estranheza.

Mas tombo
o café
sobre o corpo
inda dormindo

E então,
no almoço
Sobro sobre o prato
ressentido.

A linha do horizonte titubeia ~~~~~~~~~~~~~

E escrevo nos poemas
iras profundas contra mim mesmo
e contra a Família.

Onde foi, Deus
que troquei a sua segurança
Pela dúvida?

Corro hoje o risco
preciso
De me esquecer
À loucura.

Minha mãe soube disso
mas não conseguiu
Frente a minha ousadia.

Durmo então frio
e oco
Cheio de sonhos pesadelos
Cheio de refrões
Anti e pré-pós-tudo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário