pesquise no blog

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Lamenta

Moça, pare de lamentar.

Sua voz é triste

mas com ela você inda pode cantar.

 

Balbúcios.

Chega dessa coisa de lamentar o amor não vindo.

Chega dessa coisa de lamentar o amor vivido.

Chega dessa de lamentar o que ainda virá.

 

Você é chata. Não quer parar de rimar

o voo com o tombo

o pulo com o baque

o tiro com o sangue.

 

Que saco!

Desiste do literal

viaje com sua voz com fome madrigal

 

Com cuidado.

Eu te peço - sem força - a poesia quer te fazer.

Deixa

deixa que ela te come

Deixe

deixe a poesia te comer.

 

Você vai gozar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário