pesquise no blog

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Da incansável inconstância

Aqui
Agora. Exato aqui
Exato neste instante
Há remendo se fazendo.
Duro ao menos mais um
Dois ou sete tempos.
Há como continuar.
Para que de novo
Já já
Tudo se pareça enfim
Desistido.
Agora
Neste segundo
Ouço outro disco.
Dispondo-se a outro risco
Existo, eu, eu existo
Ciente de que amanhã
Mesmo logo no já
Tudo enfim desmorone.
Nuncs palavra alguma deveria ter que dar conta.
Sobrevivo entre passos fundos
E sequer esboçados.
Mas vou, sigo
Elevando a mim mesmo
Na intensidade que dita o caminho.

Eis uma tarefa determinante:
reconhecer que a vida é jogo trepidante
E não para os tísicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário