pesquise no blog

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Pequena Prosa

E então ela se ergueu, ajustou a calcinha ao corpo, mirou através da janela e soltou um silencioso muxoxo. Ela sabia que em poucos minutos tudo tenderia ao fim. Ela foi até o banheiro, se mirou no espelho e respirou ruidosa. Ela sabia que o tempo só passava e que viver era isso mesmo: ir-se indo embora, sem volta. Sem volta. Bateram à porta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário