pesquise no blog

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Grosso

o modo pelo qual venho fazendo
esqueci que as coisas têm pele
e sentimento
tenho esquecido, é verdade
que as coisas se comovem
que por vezes o meu jeito
invade a mata a intimidade

peço desculpas
a você, ao mundo, às coisas
não era isso
nem para ser assim
eu fico pensando
quando é na nossa história
que um ao outro dirá
você está me ferindo com essa forma de falar?
nunca
uma pena
mas nunca
o que é uma pena

eu queria realmente que as coisas fossem muito mais simples
eles podem ser
eu queria que você dissesse
quando viesse a ser o caso
eu queria que você falasse
acho que não é por ai
eu então olharia de novo
eu não tenho problema com ir
e vir
eu topo
mas porque então a chateação?

palavra boba
estado impreciso
porque todo mundo está ficando assim tão mole
tão líquido
sr. bauman?
a culpa é do senhor, sabia?

não precisava
não é o caso
nem sempre é líquido
por vezes sou grosso
e isso é uma forma de lidar
não quer dizer desrespeito
não quer dizer cegueira
ou surdez
quer dizer apenas
que podemos dialogar problemas grandes
questões quentes
e capazes de queimar

quer dizer, meu amor
que eu estou disposto ao nosso jogo
vamos, então, parar de antecipar o choro?
vamos?

eu queria acreditar.
mas até lá
serei apenas mais um grosso no pedaço
em esquecimento
como todos os outros
finos ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário