pesquise no blog

sábado, 3 de julho de 2010

Alexandre,

Cansou de ser mijado. Cansou de não ficar quebrado. Cansou de sequer estalar sob o sol. Cansou de ser alguém poroso. Cansou inclusive dos flashes, apesar de não ter contraído nenhum problema de pele com tanto foco foto aperto e abraço. Alexandre cansou de ser tema de músicas. Nunca as ouviu. Cansou de imaginar os filmes que protagonizou. Cansou de servir de mote, cansou de fazer pose cansou do tamanho sempre igual da sua genitália. Cansou de ter sido desde cedo depilado a laser, porque nenhum pêlo retornou, a meleca não escorreu, o xixi não desceu e a barba nunca lhe veio, como pode? Começou a suspeitar. Trata-se de um fato. Fato são coisas assim tão concretas como pedra. Pensou nos amigos que já teve mas que o abandonaram quando vinha a chuva ou o sol a pino. Pensou nas moças que acariciaram seus mamilos, sempre endurecidos. O que poderia ser a experiência de ter o corpo mole e cansado? Ele nunca o soube. Um homem sem ereção, destituído da vida, mas a ela completamente atado. Pensou que os deuses haviam se voltado contra ele! Mas assim como ele os deuses também estavam presos, capturados. A ele foi proibido ser processo, ser caminho, ser outra coisa que não modelo. Ele teve que desde sempre ser resultado. E cansou, gente, de fato. Cansou dessa lindeza, desse rococó nos cabelos e nos pentelhos. Cansou do seu corpo, da tanga, dos sentimentos endurecidos, das veias secas e do sorriso contido. Quis gritar, quis morder, quis trepar, mas não sabia o que nada disso podia ser. Não sabia. Alexandre estava destinado a este fim sem conclusão. Estava destinado a sofrer sob a luz e também na escuridão. Até hoje, quando vim aqui escrever pedindo aquilo que persiste duro em cada gesto nele frisado: alguém me quebra! Alguém me chuta! Alguém me chupa até me fazer sair do lugar, alguém me come, alguém põe fogo em mim!

EU NÃO QUERO MAIS SER PEDRA! PREFIRO SER PÓ E CONSEGUIR VOAR. EU QUERO CONHECER O MUNDO QUE ME DISSERAM TER CONQUISTADO. EU QUERO IR AO CINEMA, AO TEATRO, EU QUERO COMER UM MC DONALD’S. EU QUERO SAIR DO LUGAR!

Bom, fica a dica para aqueles que se sensibilizarem com a causa. Alexandre nunca comeu almôndegas. Basta quebrá-lo e levar uma parte sua para passear. Ele me disse, sem falar nada sem sair do lugar, ele me disse: me deixe morrer, estarei mais vivo do que se possa imaginar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário