pesquise no blog

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Ocre Pele

Ama-me
sem medo ou restrições
Ama-me urgente
para evitar que eu pareça alguém doente
com sede e fome
e demente
a procura de amor.

Ama-me
sem perguntar sem nada dizer
Ama-me profundo
a tempo de me fazer esquecer
dos esquemas
dos meios
das estratégias que jogamos
para nos fazer valer,

eu te peço
AMA-ME

como se nisso residisse a razão do existir
do viver,
ama-me em cada respiro
ama-me sob variadas formas
mas não me deixe
perceber
que não me amas
ao me ver

assim

amanhecendo ao seu lado

com os cabelos mais idos do que voltados

assim destituído

da imagem linda que lá no início te cativou

ama-me sem relógio

eu sem pulseiras, nem brincos, nem roupas

ama-me pelo que somos, agora
no momento exato em que nada importa
exceto o calor
que nos dá força

mote ao seguir:

eu te peço, ama-me
como se o fizesse para ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário