pesquise no blog

domingo, 13 de junho de 2010

Do Fico

deixei-me levar
lancei-me de abrupto
sem pausa para escolha
sem pausa para nada
que viesse a desenhar
no caminho
alguma certeza.

joguei-me inteiro.

e volto agora convicto.
forte e capaz de novo
ao imprevisto.

olhos semi-cerrados
corpo mexido
marcado
acariciado.

envolto em mim
todo desconhecido
toque
que escolhi.

sim.

joguei-me inteiro
para não mais restar partido
sou todo hoje pedaço
sou hoje todo cosido

boca
pele
peito
pelo
caminho
hoje à noite
tão claro
quanto a lua
que não mais vejo
pois vou dormir

encapado
feito surpresa.

embrulhado
feito promesa,

e o dia então amanhã nascerá pleno
chuvoso e frio.

assim mesmo
dessa forma
pleno e chuvoso
e eu nisso
fico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário