pesquise no blog

domingo, 7 de agosto de 2016

Na linha

Por vezes
A vida caminha junto a si mesma.
Nada excede, tudo é o que está sendo.
Sigo, eu, sigo
Atento.

Decidir um corte pode até ser
Algo que se planeje durante meses.

A questão não é a decisão,
Mas apenas o que pulsa aqui comigo
Neste agora intempestivo
Em que me pergunto:

É mesmo isso, Diogo?
É mesmo isso o seu desejo decidido?

Sim.
Não quero mais.
Não trabalho dessa forma.
O que se perde nem pesa
Se o que me vem agora
É justo minha liberdade.

Algumas concessões não são feitas.
Não as farei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário