pesquise no blog

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Passo

Olho
Vista que afunda
Dura
Sobre as coisas
As pessoas
Cruzam as ruas
Olho
Olhos
Olhados
Eles caminham
Outros dão poucos
Poucos passos
Tão pouco
Tão exato
O que via o moço
Só ele saberia dizer
Mas não diz
Porque não há nada exceto
Passar
Nada exceto
Deixar que se viva
Sem por motivo algum
Interceder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário