pesquise no blog

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Estridente

Permanece, agora em pesadelo,
O vislumbre do seu rosto traidor
Rosto escárnio por inteiro.
Os dentes largos, os olhos puxados,
Óculos tapando a cegueira
Que hoje me faz estar longe
E melhorado.

Nada haveria de mais terrível
Do que isto: ter vindo sua imagem
Morar em meus pesadelos.

Se já antes não cabia em mim
Algum desejo a ti, agora me parece
Inda mais traiçoeiro. Em pesadelo
Você se travessia para chegar aqui

Onde não vais entrar.

Porque alguma coisa na vida, a despeito do coração noutros tempos, alguma coisa eu ainda posso controlar.

Patife!

Nenhum comentário:

Postar um comentário