pesquise no blog

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Fome

Tenho saído correndo
Sempre correndo
Sem água nem café
Eu vou como se eu mesmo
Fosse o chocolate atrás do qual
Corre a humanidade.

Hoje também, como ontem,
Saí sem me dar satisfação.
Dentro, uma fome, uma coisa
Deus, por que me abandonasse
Se sabias que eu não tenho medo
De findar?

Corre
Corre mais. Corre lá.
Quanto mais tu corres
Mais rápido chegas
Onde quer que finjas
Não querer estar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário